Loading...
firefly___1

@firefly___1

Firefly🌸
#recycledart Artists in Rio di Janeiro turned the plastic bottles into #sustainableart when they created giant fish sculptures at Botafogo beach.
 Breathtaking when they are lit up at night. They were created in honor of the United Nations CSD #artistry #artistic #artstagram #artistsofinstagram
5 10 22 minutes ago
#recycledart artists in rio di janeiro turned the plastic bottles into #sustainableart when they created giant fish sculptures at botafogo beach. breathtaking when they are lit up at night. they were created in honor of the united nations csd #artistry #artistic #artstagram #artistsofinstagram
carminhamacedogaleria

@carminhamacedogaleria

Carminha Macedo Galeria Arte
The artist is in da house!
João Maciel fazendo sua intervenção no projeto Vitrine D'Arte ontem aqui na Galeria Carminha Macedo.
Está ficando maravilhoso!
1 23 50 minutes ago
The artist is in da house! joão maciel fazendo sua intervenção no projeto vitrine d'arte ontem aqui na galeria carminha macedo. está ficando maravilhoso!
maverickgoddess

@maverickgoddess

❤️
If Rio is the heart of Brazil then Salvador is definitely the soul! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷
.
.
.
It’s so great to be in a city where you don’t feel ‘othered’. To connect with with other Black people throughout the diaspora via dance and music. I LIVE for moments like these. ✊🏿✊🏾✊🏽 #bahiaforever #wakandaforever 😘🇧🇷❤️
.
.
.
#Soteropolitanos #salvador #bahia #afrobrazilian #preto #salvadorbahia #colonialarchitecture  #Pelourinho #soteropolitana #southamerica #sudamerica #latinamerica #africandiaspora #diasporaafricana #afrolatinos #brazil #brasil #sambanopé #samba #moqueca #blackpeople #dancingislife #brazil #brasil #🇧🇷 #salvadorbrazil #blackpeoplearemagic #melaninmagic #africanart #brazilianart
11 142 Yesterday
If rio is the heart of brazil then salvador is definitely the soul! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷 . . . it’s so great to be in a city where you don’t feel ‘othered’. to connect with with other black people throughout the diaspora via dance and music. i live for moments like these. ✊🏿✊🏾✊🏽 #bahiaforever #wakandaforever 😘🇧🇷❤️ . . . #soteropolitanos #salvador #bahia #afrobrazilian #preto #salvadorbahia #colonialarchitecture #pelourinho #soteropolitana #southamerica #sudamerica #latinamerica #africandiaspora #diasporaafricana #afrolatinos #brazil #brasil #sambanopé #samba #moqueca #blackpeople #dancingislife #brazil #brasil #🇧🇷 #salvadorbrazil #blackpeoplearemagic #melaninmagic #africanart #brazilianart
antacomics

@antacomics

Jef Adriano
from @nudegrafia
#drawing #sketchbook #sketch #art#artpop #desenho #dessin #dessins #dibujo #brazilianartist #brazilianart #nudegrafia #taimelo #tai #ink #chinaink #inkart #inkartist #artoftheday #regrann
0 268 2 hours ago
From @nudegrafia #drawing #sketchbook #sketch #art#artpop #desenho #dessin #dessins #dibujo #brazilianartist #brazilianart #nudegrafia #taimelo #tai #ink #chinaink #inkart #inkartist #artoftheday #regrann
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, e por isso dificilmente serão expostas novamente, inclusive juntas.
🖼
Resenha por Eduardo Graça: 
TARSILA DO AMARAL (1886-1973)
“Eu quero ser a pintora do meu país.”
A declaração firmada em carta aos pais, em 19 de abril de 1923, dá o tom de “Tarsila do Amaral: inventando a arte moderna no Brasil”, primeira e ambiciosa mostra dedicada a uma das mais importantes artistas brasileiras.
Apresentada pelos curadores como uma figura crucial da arte do século XX e peça ausente até hoje para o público americano no quebra-cabeças da arte moderna internacional, Tarsila tem justamente sua produção da década de 1920, a da explosão do modernismo brasileiro, como foco central da mostra.
A intenção do MoMA com esta exposição é que figuras centrais para a arte brasileira tenham dimensão planetária. É preciso disseminar o que foi a Semana Modernista de 1922, os manifestos Antropofágico e Pau-Brasil e figuras extraordinárias como Tarsila, seu segundo marido, Oswald de Andrade (1890-1954), e Anita Malfatti (1889-1964).
A experiência pessoal da artista, que “redescobriu um Brasil lá e cá”, suas cores e formas, tanto na Europa, quando viu de perto a explosão de movimentos como o surrealismo e o cubismo, quanto em viagens país afora, se confunde, na narrativa dos curadores, com a própria reinvenção da arte nacional proposta pelos modernistas.
Na exposição é possível ver algo raro, “A negra” (1923), “Abaporu” (1928), e “Antropofagia” (1929), obras de originalidade única dentro do movimento.
A mostra fica aberta até o dia 03 de junho de 2018 em NY.
5 77 4 hours ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, e por isso dificilmente serão expostas novamente, inclusive juntas. 🖼 resenha por eduardo graça: tarsila do amaral (1886-1973) “eu quero ser a pintora do meu país.” a declaração firmada em carta aos pais, em 19 de abril de 1923, dá o tom de “tarsila do amaral: inventando a arte moderna no brasil”, primeira e ambiciosa mostra dedicada a uma das mais importantes artistas brasileiras. apresentada pelos curadores como uma figura crucial da arte do século xx e peça ausente até hoje para o público americano no quebra-cabeças da arte moderna internacional, tarsila tem justamente sua produção da década de 1920, a da explosão do modernismo brasileiro, como foco central da mostra. a intenção do moma com esta exposição é que figuras centrais para a arte brasileira tenham dimensão planetária. é preciso disseminar o que foi a semana modernista de 1922, os manifestos antropofágico e pau-brasil e figuras extraordinárias como tarsila, seu segundo marido, oswald de andrade (1890-1954), e anita malfatti (1889-1964). a experiência pessoal da artista, que “redescobriu um brasil lá e cá”, suas cores e formas, tanto na europa, quando viu de perto a explosão de movimentos como o surrealismo e o cubismo, quanto em viagens país afora, se confunde, na narrativa dos curadores, com a própria reinvenção da arte nacional proposta pelos modernistas. na exposição é possível ver algo raro, “a negra” (1923), “abaporu” (1928), e “antropofagia” (1929), obras de originalidade única dentro do movimento. a mostra fica aberta até o dia 03 de junho de 2018 em ny.
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido.
🖼
Imagens 1,2 e 3.
“Operários”, 1933.
A pintura representa um marco do período onde a artista abandona as imagens que representavam a natureza em sua fauna e flora, e passa representar a sociedade contemporânea e suas condições. 
Essa cuidadosa composição de retratos enfatiza a diversidade da sociedade brasileira, incluindo pessoas reais como o arquiteto Gregori Warchavchic, primeiro arquiteto modernista no Brasil, a cantora Elsie Houston e Benedito Sampaio, o administrador da fazenda de seu pai. 
Óleo sobre tela.
Imagem: 4
“A gare”, 1925.
Óleo sobre tela. 
A pintura retrata uma situação caótica, onde a natureza começa a perder espaço para as grandes fábricas e para as linhas ferroviárias, na época, de extrema importância para o transporte de café. É possível ver na tela, um delicado sinal sobre a chegada da iluminação pública.
Imagem: 5
“Cidade - a rua”, 1929.
Óleo sobre tela.
Imagem 6:
“Estudo - academia n°2”, 1923.
Óleo sobre tela.
A obra é de um período em que a artista tem grande influência do artista Fernando Léger. Nesta pintura Tarsila consegue trazer reflexos de diferentes estilos estudados por ela, evocando simultaneamente o cubismo, referências do estilo Art Deco e inspirações no modernismo proveniente dos trabalhos do escultor Victor Brecheret. 
Imagem 7:
Dois estudos - “Academia n°1” e “O modelo”, 1923.
Lápis sobre papel.
Imagem 8: “O sono”, 1928.
Óleo sobre tela.
Imagem 9:
“Bicho com triângulo”, 1930.
Lápis sobre papel.
Imagem: 10
Estudo para mulher azul - Mãe d’água”, 1925.
Lápis e aquarela sobre papel.
1 93 5 hours ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido. 🖼 imagens 1,2 e 3. “operários”, 1933. a pintura representa um marco do período onde a artista abandona as imagens que representavam a natureza em sua fauna e flora, e passa representar a sociedade contemporânea e suas condições. essa cuidadosa composição de retratos enfatiza a diversidade da sociedade brasileira, incluindo pessoas reais como o arquiteto gregori warchavchic, primeiro arquiteto modernista no brasil, a cantora elsie houston e benedito sampaio, o administrador da fazenda de seu pai. óleo sobre tela. imagem: 4 “a gare”, 1925. óleo sobre tela. a pintura retrata uma situação caótica, onde a natureza começa a perder espaço para as grandes fábricas e para as linhas ferroviárias, na época, de extrema importância para o transporte de café. é possível ver na tela, um delicado sinal sobre a chegada da iluminação pública. imagem: 5 “cidade - a rua”, 1929. óleo sobre tela. imagem 6: “estudo - academia n°2”, 1923. óleo sobre tela. a obra é de um período em que a artista tem grande influência do artista fernando léger. nesta pintura tarsila consegue trazer reflexos de diferentes estilos estudados por ela, evocando simultaneamente o cubismo, referências do estilo art deco e inspirações no modernismo proveniente dos trabalhos do escultor victor brecheret. imagem 7: dois estudos - “academia n°1” e “o modelo”, 1923. lápis sobre papel. imagem 8: “o sono”, 1928. óleo sobre tela. imagem 9: “bicho com triângulo”, 1930. lápis sobre papel. imagem: 10 estudo para mulher azul - mãe d’água”, 1925. lápis e aquarela sobre papel.
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido.
🖼
Imagens:
1 e 2
“Antropofagia”, 1929.
Óleo sobre tela.
3
“Cartão postal”, 1929.
Óleo sobre tela.
4
“Sol poente”, 1929.
Óleo sobre tela.
5
“A Cuca”, 1924.
Óleo sobre tela.
6, 7, 8, 9 e 10.
“A negra”, 1923.
Óleo sobre tela. Pintada em 1923, em Paris, a partir de uma fotografia que Tarsila mantinha em seu álbum de viagens.
O álbum original e a fotografia também estão em exposição na mostra.
📲
#TarsilaDoAmaral #Tarsila #MoMA #momanyc #momamuseum #arte #art #artebrasileira #brazilianart #modernismo #brasil #modernismobrasileiro #modernism #newyork #ny #usa #america #iloveny #nyc #newyorkcity #ilovenewyork #manhattan #photooftheday #compartilhearte #museu #museus #museum #museums #museumofmodernart #iloveart
4 114 9 hours ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido. 🖼 imagens: 1 e 2 “antropofagia”, 1929. óleo sobre tela. 3 “cartão postal”, 1929. óleo sobre tela. 4 “sol poente”, 1929. óleo sobre tela. 5 “a cuca”, 1924. óleo sobre tela. 6, 7, 8, 9 e 10. “a negra”, 1923. óleo sobre tela. pintada em 1923, em paris, a partir de uma fotografia que tarsila mantinha em seu álbum de viagens. o álbum original e a fotografia também estão em exposição na mostra. 📲 #tarsiladoamaral #tarsila #moma #momanyc #momamuseum #arte #art #artebrasileira #brazilianart #modernismo #brasil #modernismobrasileiro #modernism #newyork #ny #usa #america #iloveny #nyc #newyorkcity #ilovenewyork #manhattan #photooftheday #compartilhearte #museu #museus #museum #museums #museumofmodernart #iloveart
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, e por isso dificilmente serão expostas novamente, inclusive juntas.
🖼
Resenha por Eduardo Graça: 
TARSILA DO AMARAL (1886-1973)
“Eu quero ser a pintora do meu país.”
A declaração firmada em carta aos pais, em 19 de abril de 1923, dá o tom de “Tarsila do Amaral: inventando a arte moderna no Brasil”, primeira e ambiciosa mostra dedicada a uma das mais importantes artistas brasileiras.
Apresentada pelos curadores como uma figura crucial da arte do século XX e peça ausente até hoje para o público americano no quebra-cabeças da arte moderna internacional, Tarsila tem justamente sua produção da década de 1920, a da explosão do modernismo brasileiro, como foco central da mostra.
A intenção do MoMA com esta exposição é que figuras centrais para a arte brasileira tenham dimensão planetária. É preciso disseminar o que foi a Semana Modernista de 1922, os manifestos Antropofágico e Pau-Brasil e figuras extraordinárias como Tarsila, seu segundo marido, Oswald de Andrade (1890-1954), e Anita Malfatti (1889-1964).
A experiência pessoal da artista, que “redescobriu um Brasil lá e cá”, suas cores e formas, tanto na Europa, quando viu de perto a explosão de movimentos como o surrealismo e o cubismo, quanto em viagens país afora, se confunde, na narrativa dos curadores, com a própria reinvenção da arte nacional proposta pelos modernistas.
Na exposição é possível ver algo raro, “A negra” (1923), “Abaporu” (1928), e “Antropofagia” (1929), obras de originalidade única dentro do movimento.
A mostra fica aberta até o dia 03 de junho de 2018 em NY.
2 107 2 days ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, e por isso dificilmente serão expostas novamente, inclusive juntas. 🖼 resenha por eduardo graça: tarsila do amaral (1886-1973) “eu quero ser a pintora do meu país.” a declaração firmada em carta aos pais, em 19 de abril de 1923, dá o tom de “tarsila do amaral: inventando a arte moderna no brasil”, primeira e ambiciosa mostra dedicada a uma das mais importantes artistas brasileiras. apresentada pelos curadores como uma figura crucial da arte do século xx e peça ausente até hoje para o público americano no quebra-cabeças da arte moderna internacional, tarsila tem justamente sua produção da década de 1920, a da explosão do modernismo brasileiro, como foco central da mostra. a intenção do moma com esta exposição é que figuras centrais para a arte brasileira tenham dimensão planetária. é preciso disseminar o que foi a semana modernista de 1922, os manifestos antropofágico e pau-brasil e figuras extraordinárias como tarsila, seu segundo marido, oswald de andrade (1890-1954), e anita malfatti (1889-1964). a experiência pessoal da artista, que “redescobriu um brasil lá e cá”, suas cores e formas, tanto na europa, quando viu de perto a explosão de movimentos como o surrealismo e o cubismo, quanto em viagens país afora, se confunde, na narrativa dos curadores, com a própria reinvenção da arte nacional proposta pelos modernistas. na exposição é possível ver algo raro, “a negra” (1923), “abaporu” (1928), e “antropofagia” (1929), obras de originalidade única dentro do movimento. a mostra fica aberta até o dia 03 de junho de 2018 em ny.
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, e por isso dificilmente serão expostas novamente, inclusive juntas.
🖼
Resenha por Eduardo Graça: 
TARSILA DO AMARAL (1886-1973)
“Eu quero ser a pintora do meu país.”
A declaração firmada em carta aos pais, em 19 de abril de 1923, dá o tom de “Tarsila do Amaral: inventando a arte moderna no Brasil”, primeira e ambiciosa mostra dedicada a uma das mais importantes artistas brasileiras.
Apresentada pelos curadores como uma figura crucial da arte do século XX e peça ausente até hoje para o público americano no quebra-cabeças da arte moderna internacional, Tarsila tem justamente sua produção da década de 1920, a da explosão do modernismo brasileiro, como foco central da mostra.
A intenção do MoMA com esta exposição é que figuras centrais para a arte brasileira tenham dimensão planetária. É preciso disseminar o que foi a Semana Modernista de 1922, os manifestos Antropofágico e Pau-Brasil e figuras extraordinárias como Tarsila, seu segundo marido, Oswald de Andrade (1890-1954), e Anita Malfatti (1889-1964).
A experiência pessoal da artista, que “redescobriu um Brasil lá e cá”, suas cores e formas, tanto na Europa, quando viu de perto a explosão de movimentos como o surrealismo e o cubismo, quanto em viagens país afora, se confunde, na narrativa dos curadores, com a própria reinvenção da arte nacional proposta pelos modernistas.
Na exposição é possível ver algo raro, “A negra” (1923), “Abaporu” (1928), e “Antropofagia” (1929), obras de originalidade única dentro do movimento.
A mostra fica aberta até o dia 03 de junho de 2018 em NY.
7 265 2 days ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, e por isso dificilmente serão expostas novamente, inclusive juntas. 🖼 resenha por eduardo graça: tarsila do amaral (1886-1973) “eu quero ser a pintora do meu país.” a declaração firmada em carta aos pais, em 19 de abril de 1923, dá o tom de “tarsila do amaral: inventando a arte moderna no brasil”, primeira e ambiciosa mostra dedicada a uma das mais importantes artistas brasileiras. apresentada pelos curadores como uma figura crucial da arte do século xx e peça ausente até hoje para o público americano no quebra-cabeças da arte moderna internacional, tarsila tem justamente sua produção da década de 1920, a da explosão do modernismo brasileiro, como foco central da mostra. a intenção do moma com esta exposição é que figuras centrais para a arte brasileira tenham dimensão planetária. é preciso disseminar o que foi a semana modernista de 1922, os manifestos antropofágico e pau-brasil e figuras extraordinárias como tarsila, seu segundo marido, oswald de andrade (1890-1954), e anita malfatti (1889-1964). a experiência pessoal da artista, que “redescobriu um brasil lá e cá”, suas cores e formas, tanto na europa, quando viu de perto a explosão de movimentos como o surrealismo e o cubismo, quanto em viagens país afora, se confunde, na narrativa dos curadores, com a própria reinvenção da arte nacional proposta pelos modernistas. na exposição é possível ver algo raro, “a negra” (1923), “abaporu” (1928), e “antropofagia” (1929), obras de originalidade única dentro do movimento. a mostra fica aberta até o dia 03 de junho de 2018 em ny.
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido.
🖼
Imagens 1 e 2:
“Morro da favela”, 1924.
Óleo sobre tela.
Pintura feita após viagem de Tarsila ao carnaval do Rio de Janeiro em 1924. 
As favelas foram temas bastante retratados na arte brasileira por seus mais importantes artistas, como Cândido Portinari, Helio Oiticica e Miguel Rio Branco. 
Imagens 3 e 4:
“Carnaval em Madureira”, 1924.
Óleo sobre tela.
Pintura feita por Tarsila após viagem ao Rio de Janeiro, quando ela e Oswald de Andrade receberam no Brasil a visita do poeta suíço Blaise Cendrars e o levaram para conhecer o carnaval carioca em 1924.
Imagem 5:
“Palmeiras”, 1925.
Óleo sobre tela.
Imagem 6:
“Lagoa Santa”, 1925.
Imagem 7:
“O mamoeiro”, 1925.
Imagem 8:
“Composição cubista II”, 1923.
Lápis e lápis de cor sobre papel.
Imagem 9:
“Paisagem com bicho antropofágico III”, 1930.
Lápis de cor e pastel sobre papel.
Imagem 10:
“Paisagem antropofágica I”, 1929.
Nanquim sobre papel.
Com dedicatória para Mário de Andrade.
📲
#TarsilaDoAmaral #Tarsila #MoMA #momanyc #momamuseum #arte #art #artebrasileira #brazilianart #modernismo #brasil #modernismobrasileiro #modernism #newyork #ny #usa #america #iloveny #nyc #newyorkcity #ilovenewyork #manhattan #photooftheday #compartilhearte #museu #museus #museum #museums #museumofmodernart #iloveart
2 65 7 hours ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido. 🖼 imagens 1 e 2: “morro da favela”, 1924. óleo sobre tela. pintura feita após viagem de tarsila ao carnaval do rio de janeiro em 1924. as favelas foram temas bastante retratados na arte brasileira por seus mais importantes artistas, como cândido portinari, helio oiticica e miguel rio branco. imagens 3 e 4: “carnaval em madureira”, 1924. óleo sobre tela. pintura feita por tarsila após viagem ao rio de janeiro, quando ela e oswald de andrade receberam no brasil a visita do poeta suíço blaise cendrars e o levaram para conhecer o carnaval carioca em 1924. imagem 5: “palmeiras”, 1925. óleo sobre tela. imagem 6: “lagoa santa”, 1925. imagem 7: “o mamoeiro”, 1925. imagem 8: “composição cubista ii”, 1923. lápis e lápis de cor sobre papel. imagem 9: “paisagem com bicho antropofágico iii”, 1930. lápis de cor e pastel sobre papel. imagem 10: “paisagem antropofágica i”, 1929. nanquim sobre papel. com dedicatória para mário de andrade. 📲 #tarsiladoamaral #tarsila #moma #momanyc #momamuseum #arte #art #artebrasileira #brazilianart #modernismo #brasil #modernismobrasileiro #modernism #newyork #ny #usa #america #iloveny #nyc #newyorkcity #ilovenewyork #manhattan #photooftheday #compartilhearte #museu #museus #museum #museums #museumofmodernart #iloveart
galeriaalmeidaprado

@galeriaalmeidaprado

Galeria Almeida Prado
Tarsila do Amaral em NY. Exposição individual da artista no MoMA, algo como nunca se viu.
Curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos.
Muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do Brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido.
🖼
Imagens 1 e 2:
“Urutu”, 1928.
Óleo sobre tela.
A pintura faz referência a uma das cobras mais peçonhentas encontradas no Brasil. Profundamente interessada pela mitologia indígena, Tarsila fez uma viagem pela Amazônia brasileira em 1927, acompanhada pelos poetas Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Raul Bopp.
Os mitos regionais descrevem a “cobra grande” como um “espírito das águas”, o que serviu de inspiração para Tarsila e também para Raul Bopp que dedicou seu poema modernista “Cobra Norato” para ela.
Imagem 3:
“Manacá”, 1927.
Óleo sobre tela. 
Imagem 4:
“O lago”, 1928.
Óleo sobre tela.
Imagem 5:
“Floresta”, 1929.
Imagem 6:
“Distância”, 1928.
Imagem 7:
“O touro”, 1928.
Imagem 8:
“Calmaria II”, 1929.
Imagem 9:
“Composição - figura só”, 1930.
Óleo sobre tela.
Imagem 10:
Estudos originais para “composição - figura só”, 1930.
Nanquim e lápis sobre papel.
📲
#TarsilaDoAmaral #Tarsila #MoMA #momanyc #momamuseum #arte #art #artebrasileira #brazilianart #modernismo #brasil #modernismobrasileiro #modernism #newyork #ny #usa #america #iloveny #nyc #newyorkcity #ilovenewyork #manhattan #photooftheday #compartilhearte #museu #museus #museum #museums #museumofmodernart #iloveart
0 55 8 hours ago
Tarsila do amaral em ny. exposição individual da artista no moma, algo como nunca se viu. curadoria excelente com mais de 130 obras em exposição além de desenhos, cartas, fotografias, livros, documentos e cadernos de apontamentos. muitas das grandes obras da exposição fazem parte do acervo de colecionadores particulares e de museus de fora do brasil, o que torna a mostra imperdível por conseguir reunir obras tão significativas para a arte brasileira e coloca a artista num patamar mais do que merecido. 🖼 imagens 1 e 2: “urutu”, 1928. óleo sobre tela. a pintura faz referência a uma das cobras mais peçonhentas encontradas no brasil. profundamente interessada pela mitologia indígena, tarsila fez uma viagem pela amazônia brasileira em 1927, acompanhada pelos poetas oswald de andrade, mário de andrade e raul bopp. os mitos regionais descrevem a “cobra grande” como um “espírito das águas”, o que serviu de inspiração para tarsila e também para raul bopp que dedicou seu poema modernista “cobra norato” para ela. imagem 3: “manacá”, 1927. óleo sobre tela. imagem 4: “o lago”, 1928. óleo sobre tela. imagem 5: “floresta”, 1929. imagem 6: “distância”, 1928. imagem 7: “o touro”, 1928. imagem 8: “calmaria ii”, 1929. imagem 9: “composição - figura só”, 1930. óleo sobre tela. imagem 10: estudos originais para “composição - figura só”, 1930. nanquim e lápis sobre papel. 📲 #tarsiladoamaral #tarsila #moma #momanyc #momamuseum #arte #art #artebrasileira #brazilianart #modernismo #brasil #modernismobrasileiro #modernism #newyork #ny #usa #america #iloveny #nyc #newyorkcity #ilovenewyork #manhattan #photooftheday #compartilhearte #museu #museus #museum #museums #museumofmodernart #iloveart
artevely

@artevely

Evelyn
Já imaginou que com um simples sentimento de Gratidão pela nosso Brasil, nós poderíamos elevar às vibrações de uma nação inteira? Então, antes de irmos dormir hj, vamos emanar com todo o nosso Amor, um sentimento de Gratidão pelo nosso Brasil. Somos Um!! 😊💚💛🌼 #artistabrasileiro #artesvisuais #artes #quadro #quadrosdecorativos #interioresdesign #decorar #decorart #cor #casadecorada #abstrato #urbanarts #arquiteto #designdeinteriores #art_gallery #arquiteturaedesign #arquitetura #casalinda #apartamento #arte #projetodeinteriores #galerias #galeriadearte #arquiteturadeinteriores #obrasdearte #brazilianart #decorar #decorando
9 44 5 hours ago
Já imaginou que com um simples sentimento de gratidão pela nosso brasil, nós poderíamos elevar às vibrações de uma nação inteira? então, antes de irmos dormir hj, vamos emanar com todo o nosso amor, um sentimento de gratidão pelo nosso brasil. somos um!! 😊💚💛🌼 #artistabrasileiro #artesvisuais #artes #quadro #quadrosdecorativos #interioresdesign #decorar #decorart #cor #casadecorada #abstrato #urbanarts #arquiteto #designdeinteriores #art_gallery #arquiteturaedesign #arquitetura #casalinda #apartamento #arte #projetodeinteriores #galerias #galeriadearte #arquiteturadeinteriores #obrasdearte #brazilianart #decorar #decorando
carreart

@carreart

Carré Art
“Untitled”, Limited Edition 16/50, Silkscreen on paper, 18.5 x 25 in by Mateu Velasco | DM for inquiries ⭐️ #blackandwhite #woman #lady #illustration #drawing #art #brazilianart
0 7 5 hours ago
“untitled”, limited edition 16/50, silkscreen on paper, 18.5 x 25 in by mateu velasco | dm for inquiries ⭐️ #blackandwhite #woman #lady #illustration #drawing #art #brazilianart